domingo, 5 de julho de 2009

REDE DE CABEAMENTO ESTRUTURADO ( RCE )


Cabo UTP com conector RJ 45




Rede de Cabeamento Estruturado consiste basicamente de :

1- PTR -Ponte terminal de rede da concessionária

2-DG de Entrada - Para acesso às redes de provedores e concessionárias telefônicas

Todos os pares provenientes da concessionária telefônica devem ser protegidos através da instalação de blocos de proteção e da utilização de protetores de estado sólido .Os blocos de proteção devem ser instalados na sala do DG .

Do DG partirão os cabos do backbone de voz e dados até cada área técnica do pavimento .


3-Infra Estrutura de Telecomunicações - Para distribuição do cabeamento vertical e horizontal

4-Backbone Vertical -Para distribuição dos sinais de voz e dados ao longo dos andares

Backbone Cabling

O subsistema de Cabeação Backbone ou Cabeação Vertical, consiste nos meios de transmissão (cabos e fios), conectores de cruzamento (cross-connects) principal e intermediários, terminadores mecânicos, utilizados para interligar os Armários de Telecomunicações, Sala de Equipamentos e instalações de entrada. Os cabos homologados na norma EIA/TIA 568A para utilização como Backbone são:

1. Cabo UTP de 100 Ohms (22 ou 24 AWG)

  • 800 metros para voz (20 a 300 MHz);
  • 90 metros para dados (Cat. 3,4 e 5).

2. Cabo STP (par trançado blindado) de 150 Ohms:

  • 90 metros para dados.

3. Fibra óptica multimodo de 62,5/125 m:

  • 2.000 metros para dados.

4. Fibra óptica monomodo de 8,5/125 m:

  • 3.000 metros para dados.

Para os cabos UTP de 100 Ohms e STP de 150 Ohms, o alcance da cabeação depende da aplicação. A distância de 90 metros para dados em STP é aplicada para largura de banda de 20 a 300 MHz. Por outro lado, na transmissão de dados numa largura de banda de 5 a 16 MHz, o cabo UTP, categoria 3, tem sua distância reduzida de 800 para 90 metros. A distância de 90 metros é aplicada, também, para as categorias 4 e 5 em larguras de banda de 10 a 20 MHz e 20 a 100 MHz, respectivamente. O subsistema de Cabeação Backbone define, também, outros requisitos de projeto, tais como:

  1. Topologia em estrela;
  2. Não possuir mais de dois níveis hierárquicos de conectores de cruzamento (cross-connect);
  3. Os cabos que ligam os cross-connect não podem ultrapassar 20 metros;
  4. Evitar instalações em áreas onde existam interferências eletromagnéticas e rádio freqüência;
  5. As instalações devem ser aterradas seguindo a norma EIA/TIA 607.
SUBSISTEMA DE CABEAMENTO VERTICAL

Montagem de tubulações e caixas de passagem para distribuição vertical dos cabos de comunicação que interligam todos os armários de telecomunicação instalados nos andares de um edifício.

TUBULAÇÕES CABEAMENTO VERTICAL


5-Cabeamento horizontal - Para a distribuição dos sinais dentro de cada andar

6-Aterramento -Dedicado para todo o sistema de telecomunicações , incluindo eletrodutos , calhas , cabeamento de entrada , etc
Fonte : Bosco e Associados .

Nenhum comentário:

Postar um comentário