domingo, 19 de julho de 2009

"SPALLING " NAS ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO SUBMETIDAS A INCÊNDIO


Colapso estrutural de partes dos anéis de concreto do Gotthard Tunnel induzido por lascamentos térmicos explosivos e instantâneos.


Anéis de concreto do Channel Tunnel destruídos por lascamentos térmicos explosivos nos primeiros minutos do incêndio , expondo a armadura a ação direta do fogo .
Fonte : IBRACON

A ação térmica devida ao incêndio aumenta a temperatura dos elementos estruturais, causando alterações na micro e na macroestrutura do concreto;conseqüentemente, há redução de resistência e rigidez e o aparecimento de esforços adicionais nas estruturas hiperestáticas devido às deformações térmicas.

Esses efeitos podem levar ao colapso estrutural. As alterações físico-químicas no concreto superaquecido promovem a degeneração progressiva do material das peças estruturais e os carregamentos aplicados aceleram a desagregação,manifestada por meio de fissuras, esfarinhamentos e lascamentos, sendo esses últimos amplamente divulgados pela literatura técnica internacional como “spalling”.

Os concretos de alta resistência apresentam maior tendência ao lascamento instantâneo se comparados aos concretos usuais. A estrutura compacta de baixa porosidade dificulta o transporte de vapores formados na matriz durante o aquecimento. A pressão desses vapores aumenta excessivamente nas camadas próximas à superfície do concreto, podendo ocorrer o estilhaçamento violento da região periférica do elemento estrutural. O concreto de menor resistência permite o transporte do vapor mais facilmente, por sua maior porosidade; entretanto, se a concentração de umidade for muito elevada, este também poderá sofrer descamações profundas (ou “sloughing”) e prematuras, destacando o cobrimento das armaduras.

Neste trabalho serão descritas as principais causas e medidas de qualidade do material que reduzem o risco do lascamento (ou “spalling”) ocorrer nos primeiros minutos do incêndio.
Autores :Carla Neves Costa e Valdir Pignatta e Silva

http://www.lmc.ep.usp.br/people/valdir/wp-content/artigos/spalling_ibracon.pdf

Nenhum comentário:

Postar um comentário