sábado, 24 de outubro de 2009

FISSURAÇÃO BLOCOS DE CONCRETO : RELAÇÃO C3S / C2S PRESENTES NO CIMENTO PORTLAND



C3S -ALITA
C2S-BELITA

Há algumas décadas atrás usávamos blocos de estacas com armadura apenas na face inferior e com a ancoragem desses ferros em uma parte das faces laterais. Os blocos, apesar das grandes dimensões e de um grande volume de concreto, não aqueciam nem fissuravam nas faces sem armadura.

Hoje em dia, caso não sejam colocadas armaduras em duas direções e em todas as faces dos blocos, corre-se o risco ver os blocos cheios de fissuras.

Em blocos grandes, usamos concreto resfriado com gelo. Caso contrário teremos fissuras na face superior, pelo menos.

Esses problemas surgiram e se agravaram a partir da década de 70.

O teor de C3S, em 1970, era 45%. Hoje em dia é 57% a 65% . A hidratação do C3S e conseqüente liberação de calor são muito rápidas.

Estimativa para o aquecimento de um concreto usual : ΔT ≈ 5oC a 9oC para cada 45kg de cimento .

Exemplo: Ao se usar 450kg de cimento / m3 de concreto, há o aquecimento do concreto entre 50oC a 90oC acima da temperatura de lançamento.

http://www.ime.eb.br/~webde2/prof/ethomaz/cimentos.pdf

Fonte : Prof . Eduardo C.S. Thomaz- IME

Nenhum comentário:

Postar um comentário