sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

EXPANSÃO POR UMIDADE-CONSIDERAÇÕES LNEC(LABORATÓRIO NACIONAL DE ENGENHARIA CIVIL -LISBOA )

 Determinação da dilatação convencional por humidade com água fervente (Portugal )

A determinação da dilatação convencional por humidade com água fervente foi efectuada em 7 provetes de acordo com a ISO 10545-10. 

O ensaio consiste no recozimento dos provetes num forno a uma velocidade de aquecimento de 150 ºC / h com patamar de 2 horas a 550 ± 15 ºC. 

Após o seu recozimento, os provetes são deixados arrefecer no interior do forno até 70 ± 10 ºC sendo posteriormente retira-dos e mantidos num exsicador com sílica-gel por um período de 24 a 32 horas. 

Após recozimento procede-se à determinação do comprimento inicial dos provetes, aproximado a 0.5 mm, através de duas medições intervaladas de 3 horas. Os provetes são de seguida mergulhados em água fervente destilada e desmineralizada durante 24 horas consecutivas. Após o período de imersão em água fervente os provetes são retirados e deixados arrefecer até a temperatura ambiente. 

O comprimento final dos provetes é obtido através de duas medições efectuadas após 1 hora da retirada da água fervente e novamente após 3 horas de intervalo.
A dilatação convencional por humidade com água fervente é obtida pela sub-tracção da média das duas medições após o tratamento com água fervente e a média das medições após recozimento. 

De forma a ultrapassar as lacunas da normalização vigente e para a especificação de ladrilhos cerâmicos, o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) tem vindo a estabelecer níveis exigenciais fixos ou por classes para todas as características previstas na norma ISO 13006. Para paredes exteriores em geral, o LNEC recomenda em [1] a utilização de ladrilhos cerâmicos com valores da dilatação com a humidade inferiores ou iguais a 0.1 mm/m.

Nenhum comentário:

Postar um comentário