sábado, 17 de abril de 2010

CLASSIFICAÇÃO TIER - THE UPTIME INSTITUTE



Entenda e referencie seu projeto !
Resumimos nesta pagina as condições que enquadram em função do tipo de operação a exigência de acordo com a classificação TIER, criada pelos membros do The Uptime Institute®.

A norma EIA/TIA 942 em seu anexo G, pontua detalhadamente os requisitos de projeto para cada classificação.
•Requerimentos Tier I
Aplicam-se onde existem condições para pelo menos duas paradas programadas anuais e eventuais desligamentos imprevistos não ocasionam perdas financeiras ou de imagem do negocio.
Possuem uma única via de alimentação de energia e componentes singelos de ar condicionado. Não possuem componentes redundantes e apresentam Disponibilidade da ordem de 99.67% ao ano.
•Requerimentos Tier II
Aplicam-se onde existem condições para uma parada programada anual e eventuais desligamentos imprevistos ocasionam prejuízos mas estes são ponderáveis e não prejudicam a imagem do negocio.
Com uma única via de alimentação de energia e componentes redundantes de energia e ar condicionado. Apresentam Disponibilidade da ordem de 99.749% e downtime anual de até 22 horas.
•Requerimentos Tier III
Onde não existem condições para paradas programadas e eventuais desligamentos imprevistos ocasionam prejuízos imponderáveis, não só financeiros mas na imagem do negocio.
Depende de múltiplas fontes de alimentação e distribuição, com componentes redundantes, com duas ou mais vias, porém com pelo menos uma via ativa. Atinge índice de disponibilidade da ordem de 99.982% e downtime inferior a 90 minutos/ano.
•Requerimentos Tier IV
Para as mesmas exigências anteriores, porém com forte incremento na tolerância a falhas, obtida por vias independentes e sempre ativas. Na pratica o resultado só é pleno para cargas com dupla ou tripla fonte de alimentação.
Utiliza múltiplas fontes de alimentação e distribuição, com componentes redundantes independentes, atingindo disponibilidade de 99,995% com downtime inferior a 25 minutos/ano.
•Importante!
Estes critérios permitem ao projetista efetuar o desenho adequado da Instalação utilizando-se da experiência do The Uptime Institute. Porém devem ser estendidos a todos os sistemas que compõe a infra-estrutura, principalmente Ar Condicionado, Arquitetura e Proteção Geral.
Muitas vezes encontramos esta preocupação nas Instalações Elétricas e o mesmo não acontece no ar condicionado. Toda a malha de soluções deve estar integrada no mesmo grau de soluções e garantias quanto à continuidade e confiabilidade

          Fonte : José Luis de Martini

Nenhum comentário:

Postar um comentário