quinta-feira, 21 de abril de 2011

UTILIZAÇÃO DE RETARDADORES DE SUPERFÍCIE



Aplicação de MBT TUF COTE

Desforma

Vista após desforma


Condomínio Campo Belo 

São Paulo (SP)




Construção de Condomínio Residencial 


Proprietário: Campo Belo Incorporações Ltda

Contratante: Construtora Inpar

Localidade: São Paulo (SP)

Data: Maio/2004 a Abril/2005

Produtos Utilizados:
Tuf-Cote – Retardador de superfície
Nodisan – Retardador de superfície

Segmento de Mercado: Edificações Comerciais

Área total: 60.000m2


Descrição:

Esta obra tem uma configuração de projeto bem particular, pois a construção é 100% em concreto, não havendo fechamentos com alvenarias, tendo revestimento final com uma monocapa.

São 6 torres com 26 pavimentos com fechamento total em concreto substituindo a alvenaria convencional, de alto padrão residencial com sensível valorização da região.


Desafio:

Em virtude de toda a superfície ser de concreto, fazia-se necessária a utilização de desmoldante nas formas, o que afetava a aderência do revestimento, e para atender as especificações da NBR 13749/96 quanto a aderência à tração (mínimo de 0,30 MPa), teriam que ser feitos procedimentos de retirada do desmoldante por hidrojateamento e/ou apicoamento e posteriormente aplicação de chapisco, ainda assim, sem garantia total de eficiência no processo.


Solução:

A BASF Construction Chemicals Brasil, através do seu Departamento Técnico, apresentou a melhor solução técnica, que se mostrou também ser a mais econômica.

A utilização dos retardadores de superfície MBT TUF COTE e NODISAN eliminou várias etapas do trabalho, como aplicação de desmoldante, tratamento da superfície e aplicação de chapisco, pelo fato de serem aplicados diretamente nas formas, antes das concretagens, fazendo com que, após a desforma, a superfície já esteja pronta para receber o revestimento.


Conclusão:

A construção deste empreendimento viabilizou a utilização do retardador de superfície MBT TUF COTE, um produto já presente na linha de produtos da BASF Construction Chemicals Brasil, mas que nunca havia sido utilizado para este fim.

Através de desenvolvimento e ensaios no cliente, em protótipo montado somente para este fim, conseguiu-se provar através de ensaios e posteriormente com índices de produtividade, que a utilização dos produtos da BASF Construction Chemicals Brasil superaram em muito os parâmetros normativos, além de proporcionar um custo por m2 inferior ao método convencional e uma maior produtividade, conforme as tabelas apresentadas. 



Ensaio de resistência de aderência à tração de argamassa de revestimento – NBR 13528/95
Tipo de Superficie
Valor médio (MPa)
Espessura (mm)
Monocapa sobre desmoldante
0,14
15
Monocapa sobre fachada com desmoldante jateada
0,22
15
Monocapa sobre MBT TUF COTE
0,63
15



(Mínimo conforme NBR 13749/96)



Custo por m2 (janeiro/2005)
Método Convencional
Método TUF COTE
R$ 8,12
R$ 6,53





Tempo de Tratamento da superfície (minutos)
Método Convencional
Método TUF COTE
40
3

Fonte : Basf

Nenhum comentário:

Postar um comentário