sábado, 14 de maio de 2011

FORMAÇÃO DE ETRINGITA EM ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO

Fissuração na Base de Concreto Armado,  de  uma torre de rede elétrica .
O Concreto foi executado, no local, com cimento de alto teor de Sulfatos.

CAUSA DA FISSURAÇÃO: Formação da Etringita dentro do concreto o que gera aumenta de volume,  o que requer : umidade no meio ambiente, sulfato no meio ambiente ou no próprio cimento e fissuras pré-existentes na estrutura.
 

•  A quantidade de água de cristalização, na etringita, é muito grande e daí  resulta um grande aumento de volume .Surgem  fissuras na  pasta endurecida de cimento  ao  redor da etringita.
Como resultado, temos aumento da permeabilidade, devido às fissuras.

•  Daí  resulta um  maior ataque de Sulfatos  do meio ambiente externo.

•  Dai  resulta  mais formação de etringita , mais fissuração, degradação  progressiva .

SOLUÇÃO:   Evitar  sulfatos ,  água  e fissuras. 

1. Evitar o ataque de sulfatos : 
  - Evitar  uso de cimento com excesso de sulfatos. 
  - Evitar acesso dos sulfatos do meio ambiente ao concreto, como ocorre em silos de carvão mineral com alto teor de sulfatos.

  - Evitar o contato do concreto com  água  com  teor de sulfato > 3000mg/litro ( segundo  norma EN 196-2).  Se for inevitável, o melhor é impermeabilizar o concreto. 
  -Se o teor de sulfato na água estiver entre  600mg/litro a  3000mg/litro,  usar concreto com fck=38MPa  e  teor de cimento resistente a sulfato (RS)= 340 kg/m3 de concreto , teor de micro-sílica = 17kg/m3 e super-plastificante.Usar fator água/ (cimento+micro-sílica)≤ 0,38. 

  -O cobrimento das armaduras deve ser =5cm. 


2. Evitar umidade e exposição à chuva em ambiente industrial com alto teor de sulfatos, como área de refinarias de petróleo.  Usar, para isso, impermeabilização. 

3. Evitar fissuras  causadas por: 
-Retração térmica; 
-Retração por secagem devida a cura defeituosa;
-Cura a vapor  com  temperatura maior que 65 graus centígrados. 

Fonte : Prof. Eduardo Thomaz-Instituto Militar de Engenharia(IME).

Nenhum comentário:

Postar um comentário